Cecília Vilas Boas

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Tem momentos na vida

Tem momentos na vida
De se sentar à beira dum rio
Indo sem pressa para o mar
Para um encontro de amor
Entre o doce e o salgado.

Tem momentos na vida
De se escrever um nome,
Com o graveto da paixão,
Na areia molhada da praia
E ficar o tempo todo torcendo
Para a onda não apagá-lo.

Tem momentos na vida
De se buscar o silêncio
Para ouvir a voz interior,
Sinal vermelho de advertência,
Para evitar as trombadas do mundo.

Tem momentos na vida
De se falar com o Alto
Em código Morse do coração
E aguardar a resposta
Pelo telégrafo da alma.

Tem momentos na vida
De sentar na rede da varanda
Ver o sol escorregando,
Como brincadeira de criança,
No seu dourado escorregador
Caindo atrás das montanhas.

Tem momentos na vida
De fincar os pés no chão
Enraizar como o carvalho
Para que se possa fazer parte
Do mundo concreto, real.

Tem momentos na vida
De libertação consciente
Saindo de dentro do espelho
Sem um pio de lamentação
Porque lamentar significa
Não ter feito nada na vida.

Maria Hilda de J. Alão



4 comentários:

  1. Não conhecia, mas adorei...
    Maravilhoso.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Sandra, sempre simpática :)

    Beijinho

    OA.S

    ResponderEliminar
  3. Há momentos e fases para tudo na vida, precisamos aproveitar cada um da melhor maneira possível, pois cada momentos é único.
    Belos versos!

    ResponderEliminar
  4. Olá Regina, devemos com toda a certeza aporveitar os momentos bons da vida, pois a vida é feita de momentos.
    Beijinhos

    OA.S

    ResponderEliminar