Cecília Vilas Boas

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Revelo tudo e não digo nada

Em passos incertos,
sem rumo,nem prumo,
sem fim, assim caminho.
A que lugar levo todas as ilusões de
minha vida?
Revelo tudo e não digo nada.
Será pois o viver, uma questão dialética?
se nasce morrendo, se vive morrendo ou
se morre nascendo, se morre vivendo?


AjAraújo



2 comentários:

  1. Oi! Passe no meu blog quando quiser para pegar dois selinhos que deixei lá pra você. Espero que goste. Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Côvo, são os meus primeiros selos, fico muito feliz!!
    Vou tentar seguir as regras :)
    Abraço

    ResponderEliminar