Cecília Vilas Boas

quinta-feira, 28 de abril de 2011

vem...

Vem, se quiseres.
Traz contigo dose de bondade
Amor no coração
Paciência e aceitação
Para todos os que encontrarmos no caminho
Superficiais, egocêntricos e mesquinhos.

Vem, se quiseres
Ajuda a espalhar paz e alegria
A gente que não consegue ver
Ofuscada por bens materiais
Carregada de preconceitos
Prisioneiros da ambição.

Vem, se quiseres
Distribui sorrisos e humildade
Abre as tuas mãos e acarinha
A quem busca, com desespero, um olhar
A quem tem o coração dorido
A quem estica a mão carente de um aperto.

Vem, vem comigo
Desbravar matos, passar precipícios
Contornar montanhas e tempestades
O importante é chegar, mesmo que sós, doridos
Humildemente construiremos o nosso trilho
Na conquista dum mundo melhor.

OA.S



foto

30 comentários:

  1. Aunque mi portugués es muy malo, suena muy bien.

    Un abrazo

    ResponderEliminar
  2. "FELICIDADE SÓ É REAL QUANDO PARTILHADA"

    ResponderEliminar
  3. Tou indo...rs..boa tarde ...e da proxima vês que for ao gerês avise ...bjs

    ResponderEliminar
  4. um poema muito bonito e fino, sobre o humanity, aqueles infelizmente nos últimos tempos é difícil de encontrar.O retrato é muito bonito.
    cumprimentos amigáveis
    Megi

    ResponderEliminar
  5. Obrigada Paco, és muito gentil.
    abraço
    oa.s

    ResponderEliminar
  6. Zezé, partilhemos a felicidade da entreajuda.
    abraço
    oa.s

    ResponderEliminar
  7. Joaquim, conto contigo nesta caminhada.
    [gerês é lindo!]
    bjs
    oa.s

    ResponderEliminar
  8. Obrigada Megi pelas suas simpáticas palavras, a humanidade precisa reencontrar-se.
    abraço
    oa.s

    ResponderEliminar
  9. Oa.s,
    Boa tarde!
    Que maravilha que é este seu cantinho. Fiquei tão feliz aqui que resolvi ficar. Espaçoso que sou, já estou dentro, te seguindo. Gostei mesmo daqui, viu? Vou voltar mais vezes. Prometo. Ah, gostaria, imensamente te agradecer pelo carinho e pelas palavras sempre primorosas ao comentar meus textos lá no meu blog. Agradeço de todo coração pela sua assiduidade, pela presteza e pela forma com que se reporta a mim. Precisava vir mesmo aqui para te dizer isso. Continue a me prestigiar, pois sua presença lá só me incentiva a escrever mais e mais poesias. És um grande estímulo a este humilde e modesto poeta.
    Nunca esqueça de mim. Sou teu amigo, mesmo de longe, mesmo virtual. Hiper abraço iluminado!
    João Ludugero.

    ResponderEliminar
  10. Obrigada João pelas suas simpáticas palavras ao referir-se à minha pessoa. Desde há muito tempo, através do Côvo, que leio os seus poemas, nem sempre me é possivel passar por lá, mas quando tenho um tempinho gosto de ler o que escreve, acho admirável a paixão que tem pela sua terra transformando esse sentimento em poesia.
    Volte sempre.
    Abraço
    oa.s

    ResponderEliminar
  11. ei to indo

    beijos lindona não esquece de mim.

    beijos carinhosos.

    ResponderEliminar
  12. Dja, como poderia esquecer?? Tens um espírito lindo.
    beijinho
    oa.s

    ResponderEliminar
  13. O menino ouviu sem saber
    se seria um simples pedido, convite ou suplica
    E resolveu ir com ela construir o trilho,
    de certo um ânsiado caminho
    para um Mundo melhor

    Levou consigo a requerida
    dose de bondade
    Amor no coração
    Paciência e aceitação
    Para todos com que se cruzaram

    Ajudou a espalhar paz e alegria
    A tanta gente cega, de má sorte
    ou piores que a própria morte

    Distribuiu sorrisos e humildade
    Abriu as suas mãos e acarinhou
    A quem para tal se apresentou

    Continuou, com ela
    Desbravando matos, passando precipícios
    Contornando montanhas e tempestades
    E sendo importante chegar, chegaram
    com os pés doridos, mas não sós:

    Atrás, pelo trilhado caminho
    Uma multidão os foi seguindo

    ResponderEliminar
  14. Rogério, você surpreende-me. Fico feliz por saber que uma multidão os segue, pois o mundo só terá a ganhar.
    Abraço
    oa.s

    ResponderEliminar
  15. olha, muito bom! cativante, emocionante. parabéns.

    ResponderEliminar
  16. Obrigada Artorius pela sua simpatia.
    Abraço
    oa.s

    ResponderEliminar
  17. Minha querida, após ler seu post, e antes de te dizer que iria te seguir na conquista dum mundo melhor... uma luz acendeu e vi que ainda não estava seguindo seu blog... desculpe-me... minha dor não está me deixando raciocinar direito...

    Grata por todos os carinhos que vc tem me deixado.

    Bjs de boa noite, com carinho.

    ResponderEliminar
  18. Suzana, não podias faltar, és preciosa de mais.
    beijos
    oa.s

    ResponderEliminar
  19. Helena, é muito bom ter você aqui, comigo.
    A dor será dificil de passar, apenas terá que aceitar e isso só o tempo ajudará.
    Gosto muito do seu espaço, é especial.
    um grande beijinho
    oa.s

    ResponderEliminar
  20. Minha querida , eu vou!
    Estendo-te a mão.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  21. Sandra, tão bom, se todos dessemos as mãos o mundo podia ser tão diferente.
    Já cá estás.
    beijinho
    oa.s

    ResponderEliminar
  22. Iré, espérame.
    Iré contigo cuando esté en unos de esos días en que todo sale mal,
    en esos días que parece que estamos solos, desprotegidos.

    Iré , no me falles.

    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  23. Bem vindo Otonio. Nesta caminhada são todos bem vindos, os que vierem por bem.
    Abraço
    oa.s

    ResponderEliminar
  24. Procuro tais companheiros,os vejo e são vultos distantes dos quais vejo o dorso, e acelero os passos para me juntar e espalhar um pouco de ternura, mas quando me achego vejo carrancas, vejo frieza e eles se dividem indo atrás de seus interesses, me deixando só!Ainda assim prossigo!Se me ver como um dos últimos que amam, que seja!!!
    Muito cheio de esperança seu texto!Aqueceu meu coração!

    ResponderEliminar
  25. Obrigada Anderson. É verdade, é muito dificil encontrar pessoas de coração aberto, talvez a vida as torne assim. Mas existem.
    Abraço
    oa.s

    ResponderEliminar