Cecília Vilas Boas

domingo, 8 de maio de 2011

a serenidade...





A serenidade não é feita nem de troça nem de narcisismo, é conhecimento supremo e amor, afirmação da realidade, atenção desperta junto à borda dos grandes fundos e de todos os abismos; é uma virtude dos santos e dos cavaleiros, é indestrutível e cresce com a idade e a aproximação da morte. É o segredo da beleza e a verdadeira substância de toda a arte.
O poeta que celebra, na dança dos seus versos, as magnificências e os terrores da vida, o músico que lhes dá os tons de duma pura presença, trazem-nos a luz; aumentam a alegria e a clareza sobre a Terra, mesmo se primeiro nos fazem passar por lágrimas e emoções dolorosas. Talvez o poeta cujos versos nos encantam tenha sido um triste solitário, e o músico um sonhador melancólico: isso não impede que as suas obras participem da serenidade dos deuses e das estrelas. O que eles nos dão, não são mais as suas trevas, a sua dor ou o seu medo, é uma gota de luz pura, de eterna serenidade. Mesmo quando povos inteiros, línguas inteiras, procuram explorar as profundezas cósmicas em mitos, cosmogonias, religiões, o último e supremo termo que poderão atingir é essa serenidade.


Hermann Hesse, in 'O Jogo das Contas de Vidro'







26 comentários:

  1. Precisamos ser serenos mesmo para realizar grandes coisas.

    ResponderEliminar
  2. Jasanf, também procuro a serenidade, sem ela não conseguimos encarar o mundo tal como ele é. Serenos podemos edificar.
    abraço
    oa.s

    ResponderEliminar
  3. Passando para lhe agradecer as carinhosas visitas e colho aqui um texto belíssimo sobre a serenidade. Obrigada!
    Beijos :)

    ResponderEliminar
  4. Nádia, todas as palavras que possamos beber sobre serenidade nos enriquecem e fortalem como pessoas.
    [adoro passar pelo seu cantinho de poesia, sinto-me muito confortável lá]
    beijinhos
    oa.s

    ResponderEliminar
  5. the glass bead game won a nobel prize. it's among my most favourite books. dense and ripe. steven

    ResponderEliminar
  6. Really steven? I'm glad to know that! I believe that the serenity is a way too close to attempt to understanding the world.
    oa.s

    ResponderEliminar
  7. É lindona serenidade pra aceitar as coisas que não podemos mudar, coragem pra podermos mudar as coisas que podemos e inteligência pra distinguir uma da outra.

    beijinhos Oceano, carinho e ótimo dia amanhã e parabéns pelo dia das mães.

    ResponderEliminar
  8. Serenidade é tudo que se espera no final
    Um grande bj querida amiga

    ResponderEliminar
  9. Obrigado!!!!!!!!!
    Eu amo o Hermann Hesse.
    cumprimentos amigáveis

    ResponderEliminar
  10. Je comprends, mais je pense que, véritablement, nous ne pouvons atteindre le seuil de la sérénité qu'à la veille de notre mort. Auparavant, la vie moderne nous empêche d'y accéder véritablement. C'est bien dommage.

    ResponderEliminar
  11. Dja, quer-se serenidade para tudo, dificil às vezes conseguirmos, mas tentamos.
    Obrigada pelas tuas palavras, pois ser mãe é um dom e um privilegio que Deus nos deu.
    beijinho querida
    oa.s

    ResponderEliminar
  12. Gisa, já tinha saudades tuas... que a serenidade esteja sempre em nossos corações.
    beijos amiga
    oa.s

    ResponderEliminar
  13. Megi, fico muito contente por saber que temos gostos comuns :), Hermann Hesse é excelente!
    Beijinho
    oa.s

    ResponderEliminar
  14. Richard, je comprends ce que vous dites et je suis d'accord, mais nous pouvons travailler la sérénité, même dans cette vie moderne, bien que très difficile, la sérénité du cœur, l'esprit, nous aide à faire face à vivre avec les autres, résoudre les problèmes et accepter ce qui nous ne pouvons pas changer.
    Bon dimanche!
    oa.s

    ResponderEliminar
  15. La serenidad, puntada tras puntada, va enhebrando mis versos; ella es la hacedora de mi cantar.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  16. Julio, quanta serenidade tu transmites em tua poesia...gosto imenso de passar para te ler.
    A serenidade dá-nos paz de espirito.
    Un abrazo
    oa.s

    ResponderEliminar
  17. Serenidade...huuummm....é eu sentar-me no sameiro e ficar a olhar o horizonte com a alma e pensamento completamente vazios...e ficar ali vendo o meu pôr do sol diário..este vicio já dura a tantos anos que não consigo imaginar-me sem este ritual...Encontramos serenidadea serenidade onde nos sentimos em casa..bj

    ResponderEliminar
  18. Joaquim, consegues presentear o teu ser com esta dose de serenidade todos os dias? Huummm, bom demais...não é para todos...
    bj
    oa.s

    ResponderEliminar
  19. Serenidade...

    Precisava ler isso..

    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Querida Suzana, serenidade todos precisamos ler e sentir...
    beijos
    oa.s

    ResponderEliminar
  21. Olá querida,

    Quero te agradecer pela presença sempre carinhosa no meu Blog e te desejar um domingo especial e cheio de paz e amor, juntos aos seus.

    Pois acho que o dia das mães ai se comemorou no domingo passado né?

    Beijos

    Ani

    ResponderEliminar
  22. Mi querida Poeta vengo a pedirte que aceptes un Premio que he dejado en mi blog para el tuyo (dinos tres verdades, tres mentirillas y designa a diez blogs amigos tuyos).
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  23. Ani, sim o dia das mães em portigal foi no passado domingo de qualquer modo nunca é demais falarmos delas. Agradeço de coração as tuas balavras bondosas.
    beijinho
    oa.s

    ResponderEliminar
  24. Olá Julio, vou passar por lá para responder.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  25. Minha amiga, está aí, um dos textos mais lúcidos e serenos que leio nessa internet.
    Escolheste bem!
    Quero de todas as formas buscar essa serenidade, ainda que tardia.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  26. Vozes de minha Alma, fico feliz que tenhas gostado. Sempre muito bom tentarmos buscar a serenidade que tanta falta nos faz.
    Abraço
    oa.s

    ResponderEliminar