Cecília Vilas Boas

quarta-feira, 21 de março de 2012

sonho...



Na baía do sonhar
Olhando o infinito azul do mar
Vem o menino brincar
Com conchas, algas, pedrinhas
Constrói castelos de encantar.

Com o seu barquinho de papel
Inventa viagens e embarcações
Brinca com golfinhos e gaivotas
Voa nas asas dos sonhos
Navega no mar das ilusões.

Deitado nos verdes prados da montanha
Nos aromas que o vento traz ao passar
Olha o céu, escreve histórias nas nuvens
Contempla as estrelas a cintilar.

Este menino, sedento de colo
Continua embalando seu sonhar
Nos braços imaginados mas reconfortantes
Das prazerosas cantigas de ninar.

CVB



* Dedico a todas as crianças carentes de amor, sujeitas a injustiça, violencia, doença, fome e miséria, situação à qual o mundo teima, muitas vezes, em fechar os olhos.

54 comentários:

  1. Olá minha querida amiga, Cecília!
    Linda poesia! Capitaste toda pureza da imaginação de uma criança na hora de ouvir as cantigas que são entoadas, na hora do ninar. Fiquei aqui relembrando do tempo que cantava essas cantigas para os meus filhos. Beijos

    ResponderEliminar
  2. Os sonhos não despedem dessas crianças que querem apenas felicidade.

    Lindo poema, minha flor.

    Palavras que rasgam na alma.

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Très jolie vidéo, Cécilia. Et j'aime beaucoup ton poème.
    C'est une jolie rêverie!
    Bisous.

    ResponderEliminar
  4. Cecília,
    A sua alma é barco procurando ondular em ameno mar...

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  5. Me emocionei agora.


    Feliz dia Poetisa!


    Felicidade é a única coisa que podemos dar sem possuir.

    (Voltaire)


    beijo

    ResponderEliminar
  6. Sonho
    Respeito o sonho
    Até porque me põe, também, a sonhar
    Mas sabe?, está sendo difícil isso
    para quem vem de além Tejo, de terras longe do mar

    (subscrevo sua dedicatória)

    ResponderEliminar
  7. Cette photo est splendide qu'ils sont beaux je trouve Bonne soirée

    ResponderEliminar
  8. Sonho que acalenta e não cessa no peito.
    linda,linda poesia Cecilia
    beijos

    ResponderEliminar
  9. Todo lo que sea en pro de los niños. Bienvenido sea.
    Un buen detalle que hace honor a tu humanidad y profesionalidad.

    Siempre escribes con magia y nos haces disfrutar mucho.

    Beijos dende Galicia, Cecilia.

    ResponderEliminar
  10. Olá, minha querida amiga Cecília!
    Saudades de vir aqui e sonhar.
    Belo poema!
    Que coração lindo o teu.
    Um grande abraço da amiga peregrina,

    Patrícia Fonseca
    http://blogdaperegrina.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. Palavras cheias de ternura descrevendo uma realidade tão dura.
    Até me emocionei no final ( não fosse eu mãe e sonhadora também)
    Beijinho amiga

    ResponderEliminar
  12. Quanta delicadeza e ternura amiga!! Lindo lindo!!
    Me inspirou! Bjs e uma ótima semana!

    ResponderEliminar
  13. Olá amiga Cecilia, saudades, como sempre textos lindo neste cantinho. Estou passando para validar teu voto no pena de ouro. Beijos perfumados no coração!

    ResponderEliminar
  14. Aproveito sempre seu espaço para me banhar das palavras mais puras...
    Aproveito o dia de hoje para tbm parabenizar os poetas por ser o dia MUNDIAL DA POESIA.
    Nas mãos dos poetas tudo se transforma em versos tudo que nasce na imaginação...
    E vc se torna poeta toda vez que ler uma poesia...
    bjsssssssss!!!!

    ResponderEliminar
  15. Hermosas y sentidas tus palabras!

    Un placer venir aquí, siempre.

    Abrazo grande

    ResponderEliminar
  16. Olá Cecília,

    Linda homenagem, nascida de um coração iluminado.
    O poema é um show de beleza e ternura.
    Que essas crianças continuem a sonhar, pois os sonhos alimentam suas vidas. Quem sabe um dia haja maior zelo para com estes seres tão preciosos para o mundo!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  17. Cecília,
    lindas e muito humanas tuas palavras!
    ... e em pensar que as crianças só querem brincar...

    Fiquei com curiosidade se tens filhos.

    Beijos da Cecília brasileira!
    Ótimos dias

    ResponderEliminar
  18. Belíssimo poema de intenções nobres, afligido das omissões que as pessoas teimam em repetir.

    Beijos, Cecília.

    ResponderEliminar
  19. Todas as crianças sonham , embora seus anseios sejam diferentes, em vista da condição social. Todas querem brincar, ter um lar, amor... e não passar fome.
    Você tem um coração enorme e a admiro desde que conheci seu espaço. E o demonstrou, mais uma vez.
    Grande beijo e obrigada pelo apoio.

    ResponderEliminar
  20. Linda homenágem com a magia das cantigas de ninar...Tocante, querida amiga!
    Beijo e luz!
    Ana

    ResponderEliminar
  21. E são tantas..bj..boa noite amiga

    ResponderEliminar
  22. É bom ser-se menino, não é?

    Saudações poéticas!

    ResponderEliminar
  23. Com todas as dificuldades, eles conseguem sonhar e ser esperança a todos nós. Parabéns pelo poema! Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  24. Minha doce Cecília, vc é de uma sensibilidade extrema! Saio emocionada com o poema e com a homenagem! Bjs querida.

    ResponderEliminar
  25. Belo poema, bela homenagem... o sonho da crianças que encanta e brinca e transforma em castelos a brilhar

    Beijos
    Giovanna

    ResponderEliminar
  26. Olá Cecília,
    lindo este teu gesto em forma de dedicatória, com um maravilhoso poema nesse que também foi um teu dia... Mundial da Poesia!
    Parabéns!

    bjs

    ResponderEliminar
  27. N'est-ce pas ton enfance perdue qui t'inspire ce poème d'une sensibilité exquise ? La nostalgie chemine à côté du poète toute sa vie mais c'est une belle compagne. J'aime ici retrouver ton univers poétique où je me sens bien et que je partage par la lecture.

    Je t'embrasse bien amicalement.

    Roger

    ResponderEliminar
  28. Teu poema é um hino
    De amor e de esperança
    Pra qualquer homem-menino,
    Pra qualquer mulher-criança.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  29. Tienes un corazón de oro...el poema es una delicia, tu sentimiento no tiene precio....
    Gracias por ser mi amiga.

    ResponderEliminar
  30. O meu pranto escondeu as sílabas de uma palavra
    O meu céu não precisa de Sol para ser azul
    A minha emoção transbordou nesta clara manhã
    Tal como as incontidas águas que correm para sul

    Este Inverno que o meu querer instaurou
    Tem o rosto coberto por densa bruma
    Tem a força de todas as marés esta emoção
    Que devolvi hoje à espuma

    Doce beijo

    ResponderEliminar
  31. O prazer de poder ser criança.
    Lindo querida.
    Um grande bj

    ResponderEliminar
  32. E, às vezes, bastaria tão pouco: um punhado de Vontade outro de Amor...

    Parabéns pela escolha do tema, pelas palavras todas...

    Um beijo

    ResponderEliminar
  33. Os meninos à volta da fogueira
    Vão aprender coisas de sonhos e de verdade
    Vão aprender como se ganha uma bandeira
    Vão saber o que custou a liberdade!

    Este é o refrão da canção "Os meninos de Huambo" (Angola)
    Ao ler o teu poema tão
    lindo lembrei-me desta canção maravilhosa.
    Beijocas
    Graça

    ResponderEliminar
  34. Una infancia sin cariño ni abrazos hace una vida desgraciada. Hermoso y sentido poema. Besos.

    ResponderEliminar
  35. Un poema muy dulce lleno de esperanza y un bello homenaje a los niños del mundo.

    Besos

    ResponderEliminar
  36. Siempre es un placer la visita, un beso y feliz fin de semana.

    ResponderEliminar
  37. O sorriso dum menino é a poesia mais perfeita da vida.
    Beijos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  38. Cecília, de quando em vez também passo por aqui, o tempo é escasso e gostaria de ter um pouco mais para visitar quem admiro.
    Um abraço poético.
    PS.
    Dia 31 vai estar presente na Fábrica Braço de Prata?

    ResponderEliminar
  39. e o[s] mundo[s] torna-se um lugar menos irrespirável...

    beijinho, querida cecília!

    p.s. por instantes, enquanto te lia, recordei gaitinhas, gineto, sagui e outros tantos que cresciam na minha imaginação, enquanto lia o imortal "esteiros" do soeiro pereira gomes. afinal, são os homens que nunca foram crianças...

    ResponderEliminar
  40. Ver os sorrisos das crianças é um presente agradável.
    Tenha um bom fim de semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  41. Oas ... bom te ver! Devo confessar que tenho saudades tuas, e o senhor nos deu uma queda inesperada de felicidade no meu coração sinto-me desapontado e esmagado ... concordo com a dedicação, apoio inteiramente. Vida pode ser mais magnânima para com todos aqueles que até agora tiveram falta de afecto. Vida longa e próspera querido amigo!

    ResponderEliminar
  42. É bom e mágico ser criança!
    E é triste ver uma criança sofrer... Bonita a dedicatória!

    ResponderEliminar
  43. Neste momento sou somente silencio depois de apreciar as suas palavras.
    bjs

    ResponderEliminar
  44. Querida amiga

    Nas crianças amadas,
    o mundo se renova de esperança.
    Mas cuidamos mal da vida.
    Cuidamos mal de nossas crianças,
    velhos e natureza.
    Assim a vida morre em sua essência de vida,
    e vemos o amor fenecer um pouco
    a cada dia.

    A felicidade cresce
    onde o teu sonho está.

    ResponderEliminar
  45. Querida amiga

    Há nos sonhos
    que protegem e dão
    sentido a vida,
    a mais bela das formas
    do amor.

    Que haja sempre
    perfume de sonhos
    em tua vida.

    ResponderEliminar
  46. Belo poema, contra as grandes desigualdades socais em pleno século XXI e contra a maior arma de destruição existente no Planeta- A fome....

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  47. Crianças e seus sonhos infantis...
    Ainda é permitido sonhar.

    Linda homenagem!

    Tenha um lindo final de semana.

    Beijos :)

    ResponderEliminar
  48. Tenho um sonho: que o mundo seja um mundo melhor.

    Obrigada por fazerem parte do meu mundo diariamente.
    Um abraço bem forte a todos.
    cvb

    ResponderEliminar
  49. Linda dedicatória ás crianças carentes.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  50. Vivemos a maior parte do tempo de olhos fechados, como se nada mais importasse a não ser nossas próprias misérias!
    Ás vezes penso que vivemos cada um na sua própria bolha, sem ver nada mais do que aquilo que existe dentro dela! Acabando assim por nos tornar bem mais miseráveis do que a miséria que existe lá fora! O seu poema emocionou-me!

    Estou encantada por me ter encontrado e eu a si...quando várias vozes se unem, formam um grito que se faz ouvir bem mais longe.

    O mundo precisa de mais almas como a sua!

    Beijo
    Sónia

    ResponderEliminar
  51. Obrigada Elisa.

    Bem vinda Sonia, grata pelas palavras.

    beijos
    cvb

    ResponderEliminar